DDA (distúrbio do déficit de atenção)

Doença caracterizada pela dificuldade muito grande de concentração, acompanhada ou não de hiperatividade (não conseguir parar de se movimentar) e/ou impulsividade (agir sem pensar). O distúrbio obrigatoriamente começa na infância, tem uma base genética e sua causa é um desequilíbrio das substâncias (neurotransmissores) que fazem a comunicação no cérebro.

Os sinais da doença muitas vezes podem ser confundidos com ansiedade, depressão, hipertireoidismo (aumento dos hormônios da tireóide) ou estresse.

Segundo a ABDA (Associação Brasileira do Déficit de Atenção) o DDA, como é conhecido o distúrbio do déficit de atenção, é um problema bastante comum cujos sintomas podem permanecer até a vida adulta. Na infância é mais fácil de ser notado no ambiente escolar quando há dificuldades de aprendizagem e de relacionamento com as demais crianças, pais e professores (embora isto não seja obrigatório).


COMO CITAR ESSE CONTEÚDO:
MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete DDA (distúrbio do déficit de atenção). Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: <https://www.educabrasil.com.br/dda-disturbio-do-deficit-de-atencao/>. Acesso em: 26 de mai. 2019.

Ou

Verbete DDA (distúrbio do déficit de atenção), por Ebenezer Takuno de Menezes, em Dicionário Interativo da Educação Brasileira - Educabrasil. São Paulo: Midiamix, 2001. Disponível em: <https://www.educabrasil.com.br/dda-disturbio-do-deficit-de-atencao/>. Acesso em: 26 de mai. 2019.