Busque pela letra inicial:

Menu

ambiente virtual de aprendizagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

É uma aplicação na internet para facilitar a criação, a distribuição e a avaliação de trabalhos no processo de ensino e aprendizagem. O verbete é bastante usado no campo educacional em sua forma abreviada (AVA) ou como LMS, da expressão Learning Management System. Num curso, numa escola, faculdade ou em qualquer estabelecimento de ensino a distância (EAD), é uma das principais ferramentas de apoio para os alunos, e onde se pratica denominações como plataforma EAD, sala de aula virtual, escola on-line, dentre outras. Nesse ambiente digital, os alunos realizam diversas atividades: assistir a vídeos, participar de videoconferências, realizar leituras, analisar imagens e gráficos, visitar endereços na internet, escrever uma dissertação, responder a questionários, participar de fóruns de discussão, elaborar trabalhos colaborativos, fazer provas e esclarecer dúvidas via chat.

Todas essas operações são possíveis porque um programa de computador, hospedado num servidor, controla e monitora todas as atividades on-line realizadas pelos alunos em dispositivos como celulares, tablets ou notebooks. Por meio de nome de usuário e senha individual, o AVA gera uma série de dados relacionados a frequência, notas, entrega de trabalhos, acesso a mídias. Ou seja, além de oferecer recursos aos alunos, atende também professores, coordenadores e outros profissionais da educação, permitindo o gerenciamento em diversos níveis de responsabilidade e permissão de acesso.

Moodle, Blackboard, Google Classroom, TelEduc, Microsoft Teams são exemplos de aplicações utilizadas como AVA. Alguns são pagos e outros são gratuitos, como o Moodle e o TelEduc. Outro aspecto a ser considerado nessas aplicações é a dependência de uma equipe multidisciplinar ou de conhecimento capaz de realizar muitas funções. Ou seja, diferente de uma sala de aula, onde o professor ministra as aulas e concentra boa parte das atividades com os alunos, no AVA há a necessidade de técnicos para manter tudo funcionando ou para oferecer suporte aos alunos, de assistentes para organizar o conteúdo, de professores conteudistas para a produção dos materiais ou para gravação de videoaulas, de tutores para auxiliar os alunos nas atividades, de designers instrucionais para desenvolver o projeto de ensino, dentre outros, conforme o projeto pedagógico.

As principais funções do AVA para os estudantes ocorrem em ambiente síncrono e assíncrono: repositório de conteúdos, meio de contato com professores ou tutores e até secretaria/suporte do curso, fórum de discussão para debater temas, atividades para fixar o conteúdo, acesso à bibliografia e materiais complementares, agenda, enquetes, murais, dentre outros. É importante perceber que os ambientes são desenvolvidos com ferramentas diferentes e, se algum recurso estiver ausente ou a proposta pedagógica exigir, é uma prática comum pesquisar e incorporar ferramentas externas: há escolas que adotam um AVA, e o Zoom para videoconferência; outras usam um ambiente para as mídias e demais arquivos junto com o YouTube para vídeos; há universidades que adotam mais de um AVA para atender suas diferentes faculdades e institutos; e há até mesmo professores que combinam diferentes aplicativos, criando seu próprio ambiente. Para tutores e professores, há recursos para gestão dos alunos, administração das aulas e organização dos conteúdos, aplicação de provas e outras atividades de ensino.

Para além do conhecimento técnico, é fundamental saber que o AVA pode ser usado tanto no ensino a distância quanto no presencial ou no semipresencial (híbrido ou blended learning). O EAD pode apoiar-se totalmente no AVA para o processo de ensino e aprendizagem. Já o presencial pode usá-lo como um recurso pedagógico complementar: as aulas presenciais podem ser utilizadas para esclarecer dúvidas de atividades realizadas no AVA ou o professor ministra as aulas e orientar os alunos a realizarem atividades on-line. Além desses usos na educação formal, do ensino fundamental ao superior, incluindo a pós-graduação, o AVA pode ser utilizado em conferências, seminários, treinamentos ou em comunidades virtuais de aprendizagem. Há ainda o uso por empresas que criam uma universidade corporativa, e o AVA é o meio para concretizar essa iniciativa para treinar seus recursos humanos.

A vantagem do AVA em seus diversos usos é que o aluno pode escolher onde e quando estudar, valorizando sua responsabilidade e autonomia. Basta abrir o celular, por exemplo, e começar a estudar. Dependendo da metodologia e do plano de aula do professor, outra vantagem relevante é que o AVA pode facilitar a construção coletiva do conhecimento, contando com a participação e colaboração dos alunos conectados, incluindo desde a contribuição de cada um dos colegas como também dos diferentes conteúdos e das diversas aplicações na internet. Daí a ideia de o professor deixar de ser o detentor do conhecimento para tornar-se um mediador ou facilitador, ou ainda um curador do processo de ensino e aprendizagem, garantindo um protagonismo ao aluno. Como o AVA é um aplicativo, dentre outros que tanto gostamos em nossos dispositivos, uma desvantagem bastante lembrada é de dividir nossa atenção com os outros conteúdos. Em países com precárias condições tecnológicas para conexão à internet e dispositivos desatualizados, outra desvantagem recai no acesso ao AVA, inviabilizando as aulas virtuais.

SAIBA MAIS:
No tutorial Conhecendo o AVA – o seu ambiente virtual de aprendizagem, o canal Univesp, no YouTube, orienta seus alunos. No estudo A importância dos ambientes virtuais de aprendizagem na busca de novos domínios da EAD, no site da Abed, explora-se o Moodle e o TelEduc. Na apresentação Ambiente virtual de aprendizagem, de Cleyton Carvalho, no Slideshare, temos uma síntese.

COMO CITAR ESTE CONTEÚDO:
MENEZES, Ebenezer Takuno de; SANTOS, Thais Helena dos. Verbete ambiente virtual de aprendizagem. Dicionário Interativo da Educação Brasileira - EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2021. Disponível em <https://www.educabrasil.com.br/ambiente-virtual-de-aprendizagem/>. Acesso em 05 mar 2021.

COMENTE ESTE VERBETE:

A redação receberá o link deste verbete e, numa futura atualização, seu comentário pode ou não ser considerado. Faça críticas ou elogie algum aspecto, ou colabore com algum link de artigo, imagem ou vídeo que possa ampliar a compreensão dos leitores.