Informações sobre uma educação em constante transformação, quando a tecnologia enriquece e facilita a aprendizagem

Na semana do Dia da Internet Segura é para pensar na criança

A proposta está numa série de animação que estreou no Canal Futura e debate proteção on-line, saúde emocional, reputação digital, autonomia no acesso à internet e outros temas
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Foto: Reprodução/Canal Futura

 

A proposta está na 2ª temporada da série de animação “Que corpo é esse?” que estreou no Canal Futura, no dia 9 de fevereiro, Dia da Internet Segura. A série debate com especialistas proteção on-line, saúde emocional, reputação digital, autonomia no acesso à internet, aliciamento on-line, autoproteção e prevenção.

A série integra o projeto Crescer sem Violência, uma parceria entre Fundação Roberto Marinho – por meio do Futura –, Childhood Brasil e UNICEF Brasil, com apoio do Google, Facebook, Instagram, Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal e The Freedom Fund. A estreia faz parte da programação oficial da Semana do Dia da Internet Segura (de 8 a 12 de fevereiro), promovida pela Safernet, instituição que é referência nacional no enfrentamento a crimes e violações dos Direitos Humanos na internet.

A programação completa do Dia da Internet Segura pode ser conferida aqui!

No dia 9 (terça-feira), uma mobilização digital ocupou as redes das instituições parceiras com a​s hashtags #EmCasaSemViolência ​e #SID2021, alertando para a importância da prevenção e autoproteção. No dia 12 (sexta-feira), às 11h, o canal do Futura no YouTube promove um debate online, aberto ao público, com a exibição de três episódios e a participação de especialistas, que vão abordar estratégias para garantir que a internet seja um ambiente seguro para crianças e jovens.

Produzida pela Split Studio, a série se divide em três faixas etárias (até 7 anos, de 8 a 14 anos e de 14 anos em diante) e acompanha as histórias dos irmãos ​Ariel, Dandara, ​Thainá, Cauã, Chris, seus pais e seus amigos. Em nove interprogramas, são tratados, de forma lúdica, temas como uso consciente da internet; autoproteção; parentalidade positiva; saúde emocional e autoflagelo; modelo de masculinidade tóxica; reputação digital e ideação suicida; leitura crítica das informações e relacionamento on-line.

O primeiro episódio fala de sharenting – a superexposição de crianças nas redes sociais pelos pais – e os direitos à privacidade.

Oficinas para profissionais da rede de proteção às crianças

O projeto Crescer sem Violência promove também a formação de educadores e profissionais do sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes para atuar na prevenção e no enfrentamento de diferentes tipos de violências, em especial as violências sexuais, e distribui material pedagógico para instituições de todo o país. ​

O projeto também prevê o oferecimento de minicursos online gratuitos e a elaboração de um kit com cadernos pedagógicos para todas as séries que compõem o projeto Crescer sem violência. Com o material produzido para a segunda temporada de “Que corpo é esse?”, a partir de março serão realizadas oficinas on-line para profissionais de secretarias de Assistência Social, Educação e Segurança Pública.

O projeto conta com mais três séries audiovisuais: “Que exploração é essa?”, “Que abuso é esse?” e a primeira temporada de “Que corpo é esse?”.

Que corpo é esse?
Estreia: Dia 9/2 (terça-feira) às 8h | maratona de pré-estreia.
A partir de 10/2: quarta-feira, às 20h40 e sexta-feira, às 17h30.

Debate on-line
YouTube do Canal Futura
Dia 12 (sexta-feira), às 11h
Mediação de Caroline Arcari, com a participação de consultores convidados do Projeto Crescer sem Violência

Acesse os conteúdos Futura
Na TV:

Sky – 434 HD e 34
Net e Claro TV – 534 HD e 34
Vivo – 68HD e 24 fibra ótica
Oi TV – 35

Na web:

Canais Globo
Globo Play
Site do Futura
Facebook
Youtube
Instagram
Twitter

Com informações do Canal Futura