Informações sobre uma educação em constante transformação, quando a tecnologia enriquece e facilita a aprendizagem

Seminário trata da informação como bem público e da liberdade de imprensa

O encontro virtual reúne autoridades e especialistas, é gratuito e será realizado nos dias 3 e 4 de maio
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Share on print
Arte sobre foto/Divulgação

 

Para comemorar o Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, dois seminários estão programados pela Unesco no Brasil, em parceria com Abert, Abraji, ANJ, Aner, Folha de S.Paulo, Jeduca, Instituto Palavra Aberta e Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil. Em formato de webinário, o encontro será realizado nos dias 3 e 4 de maio às 16 horas.

No dia 3 de maio, segunda-feira, o tema da discussão é “Informação como bem público” e conta com a abertura de Patricia Blanco, do Instituto Palavra Aberta, e participação de Luís Roberto Barroso (TSE), Flavia Lima (Folha de S. Paulo), Flávio Lara Resende (ABERT) e Marlova Noleto (UNESCO). O moderador será Marcelo Rech (ANJ).

A “Polarização e a liberdade de imprensa” será o tema do dia 4 de maio, terça-feira. A abertura será realizada por um representante da Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil (a confirmar). O webinário conta com a participação de Amanda Ripley (Palestrante Internacional), Guilherme Canela (UNESCO), Aline Midlej (GloboNews) e a moderação de Guilherme Amado (ABRAJI).

Mais do que uma comemoração, o seminário é relevante para democracia e formação cidadã. Em 1991, a cidade de Windhoek, capital da Namíbia, sediou a 26ª sessão da Conferência Geral das Nações Unidas/UNESCO que endossou a Declaração de Windhoek para promoção de uma imprensa africana independente e pluralista. Desde então, diversos movimentos e entidades pelo mundo lutam pela causa e por sua ampliação global. Em 1993, a Assembleia Geral das Nações Unidas definiu o 3 de maio para celebrar o Dia Mundial de Liberdade de Imprensa, ratificando a Declaração de Windhoek e o Artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos que diz: “Todo ser humano tem direito à liberdade de opinião e expressão; esse direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.”

Serviço
“Informação como bem público”
3 de maio, segunda-feira, às 16 horas

“Polarização e a liberdade de imprensa”
4 de maio, terça-feira, às 16 horas

Inscreva-se em https://eventos.congresse.me/liberdadedeimprensa